Psicanálise e zen budismo

A psicanálise é muitas coisas, e ultimamente tenho notado que ela é também uma maneira de nos aproximarmos de uma visão mais holista da vida, tal qual vemos por exemplo no zen budismo.

Aliás, é impressionante observar o budismo com um olhar retroativo, e entender que, na sua linguagem, eles estavam sugerindo justamente um rebaixamento do Ego, do controle consciente, e uma entrega ao inconsciente e sua espontaneidade.

***

Isso foi tematizado por Lacan, que inclusive abre o seu ensino público falando sobre o “mestre zen”. Mas Lacan parece agir pelo contraditório, enchendo a mente de ideias, para sugerir que é no vazio que elas acontecem.

Por isso prefiro Winnicott, que, mesmo não tendo (que eu saiba) falado explicitamente sobre o oriente e suas sabedorias, agiu de forma muito coerente com elas. Seu direcionamento para o espontâneo me parece casar muito bem com o entendimento do zen.

***

Mas, no fundo, toda psicanálise repousa sobre esse pilar: é no inconsciente que as coisas acontecem; a consciência, o ego, o controle, são ferramentas, que devem ser usadas com cautela. Muitas vezes, só atrapalham.

A diferença entre eles talvez resida no fato de que a psicanálise, por ser uma prática terapêutica, se propõe a “corrigir” o inconsciente, quando este se encontra disfuncional. O budismo foca mais na entrega a um inconsciente que funciona.

Temos então uma prática de 2 ou 3 mil anos ( ! ) cheia de frutos impressionantes – como as artes marciais, utilizadas não para abater um inimigo, mas sempre a si mesmo – , e a psicanálise, com pouco mais de 100 anos, é a última a entrar na festa.

Antes tarde do que nunca –

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s