Masculino e feminino para além do indivíduo

A natureza do elemento masculino puro é o sacrifício, a doação na guerra.

A natureza do elemento feminino puro é o sacrifício, a doação aos filhos.

A natureza não se importa com o indivíduo.

***

o elemento masculino tem a ver com o fazer: não pensar em si, mas fazer, resolver, dar um jeito, mesmo que às próprias custas.

O elemento feminino tem a ver com o ser: não apenas como egoísmo, mas como ser para o outro. O ser feminino só se completa sendo, egoísticamente, si-mesmo para um outro que frui.

***

há uma mulher em cada homem, que pode estar calada, recusada, ampliada. Há um homem em cada mulher, nas mesmas condições.

O homem consegue desempenhar melhor o papel de ‘homem’ quando dialoga com sua mulher interior; ele entende O QUE uma mulher espera dele, e pode se adequar melhor à esse papel

porque assim como a guerra não é um papel do indivíduo, ser “homem” não é algo individual, mas uma máscara, uma generalidade, à qual a singularidade do indivíduo deve conceder algo

O mesmo vale para a mulher. Acessar o homem que existe nela permite que ela se torne mais feminina, sendo mulher com liberdade, Consciente de seu poder.

***

“Homem” e “mulher” são modos de ser genéricos. Não tem a ver com o indivíduo. Individual é apenas a consciência, que não tem gênero

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s